31
jul 17

Centro Cultural Aliança abre as portas

O poeta Guilherme de Almeida, por volta de 1930, na Academia Brasileira de Letras.

buy provigil no prescription

O que pouca gente sabe é que um Príncipe fundou a Aliança Cultural Brasil-Japão. Sim, o quarto Príncipe dos Poetas (depois de Olavo Bilac, Alberto de Oliveira e Olegário Mariano), Guilherme de Almeida, foi o idealizador da Aliança e foi seu primeiro Presidente em 1956. O que atraiu Guilherme de Almeida foi o poema Haikai e através dele, o poeta se aprofundou nos estudos sobre o Japão e vislumbrava com a criação de uma instituição de intercâmbio entre as duas culturas, um aprofundamento de pesquisas e de conhecimento da cultura japonesa no Brasil.

tramadol for sale

Hoje, a Aliança Cultural Brasil-Japão tem 3.000 alunos por ano, e é a maior escola de língua japonesa na América Latina, com duas unidades (Vergueiro e São Joaquim) em São Paulo.

buy alprazolam online no prescription

Um novo marco na história desta instituição foi a inauguração, no dia 29 de julho, de seu Centro Cultural, a primeira sede própria da entidade, localizada na Rua Deputado Lacerda Franco, 328, em Pinheiros, São Paulo.

buy adipex without prescription

Dr. Yokio Oshiro, comandando a cerimônia de inauguração do centro Cultural. Foto: Rafael Salvador para a Made in Japan.

buy klonopin online no prescription

O novo espaço, com arquitetura funcional e inovadora, tem 751 m2 distribuidos entre auditório, salas multiuso, biblioteca e um espaço voltado exclusivamente aos cursos de culinária japonesa. Lá serão realizados cursos de língua japonesa, artes e gastronomia, além de palestras e eventos culturais.

ativan for sale

Auditório com capacidade para 90 lugares, equipado com material de última geração, promete ser o local para eventos culturais de alta qualidade. Foto: divulgação

diazepam online pharmacy

Foram muitos anos de sacrifício e luta, em que a Aliança colocou recursos próprios para manter a obra, pedindo também apoio dos alunos e parceiros para continuar a construção. “Para essa obra tornar-se realidade, foi uma longa jornada. Hoje é uma realidade, não mais uma previsão. Os eventos e atividades já tem um calendário montado, que será divulgado a partir da inauguração”, adianta o presidente da Aliança, Dr. Yokio Oshiro.

buy soma without prescription

Novíssima biblioteca, com grande acervo de mangás, doados pela Editora JBC. foto: divulgação

buy valium online without prescription

“Este é um sonho realizado e se deve principalmente aos diretores, todos voluntários, especialmente o engenheiro Sussumu Niyama e a arquiteta Rosana Nakano, que abraçaram a obra e são profissionais da área, e que apesar de seus afazeres, dedicaram-se voluntariamente desde o começo do projeto até hoje, diariamente, para que o cronograma fosse cumprido”, afirma o Dr. Oshiro.

buy ultram online without prescription

Parcerias estratégicas

buy ambien online without prescription

A sede foi construída com recursos próprios, graças aos esforços de inúmeros colaboradores e apoio do governo japonês e da Fundação Kunito Miyasaka, além de empresas como a Honda Automóveis, Toto Brasil, Bradesco, HiperCreative, Fujitsu do Brasil, Furukawa, Consfat e Apoio Fundações.

phentermine online without prescription

O presidente, dr. Yokio Oshiro, em entrevista para a Radio e TV Nikkey. Foto: Julynha Toys

buy zolpidem no prescription

O governo japonês doou os equipamentos audiovisuais para a estrutura das salas de aula. “A participação do Consulado Geral do Japão no Centro Cultural Aliança não se resumiu apenas ao aspecto financeiro. O fato do governo japonês e do Consulado acreditarem em nosso projeto foi fundamental para que nós nos engajássemos ainda mais na conclusão da obra, arregaçando as mangas para que tudo fosse adiante”, completa o Dr. Oshiro.

buy xanax without prescription

O Centro Cultural Aliança terá uma estratégia diferenciada para conquistar o público. “Somos uma instituição compacta, por isso vamos fazer as coisas de uma forma simples, implementando o Centro Cultural Aliança na região de Pinheiros, fora do circuito tradicional da comunidade japonesa, levando a difusão da cultura para uma região fora do comum, tentando atingir a população não nikkei. Para isso, vamos levar dentro do Centro Cultural duas unidades, uma voltada aos cursos de Língua Japonesa, e outro segmento exclusivo para Cultura e Artes”, explica o presidente da Aliança.

Entre os diferenciais do espaço, uma programação muito recheada de novidades e exclusivíssima. “Teremos o curso de instrumentos tradicionais japoneses com Shen Ribeiro; músicas clássicas eruditas com o maestro Ricardo Fukuda; a Escola de Culinária Japonesa de São Paulo, do chef Shin Koike, e teremos também para supervisionar essa área de Cultura e Artes o nosso curador, Jo Takahashi, que aceitou o desafio de ser parceiro da Aliança”, comemora.

Fukuda Cello Ensemble: a orquestra se une ao Centro Cultural para desenvolver projetos na área da música erudita e popular.

 

Estrutura do Centro Cultural

Com supervisão do engenheiro Sussumu Niyama e projeto da arquiteta Rosana Nakano, o Centro Cultural Aliança é um espaço cultural moderno e inovador, com 751 m2 de área total, numa ótima localização, próxima à estação Fradique Coutinho do metrô e com fácil acesso pelas principais vias da capital.

No espaço, serão desenvolvidas atividades de ensino da língua japonesa e uma extensa programação de cursos, palestras e eventos culturais. Além do Auditório Kunito Miyasaka, um espaço voltado aos cursos de gastronomia japonesa, na Escola de Culinária Japonesa de São Paulo, capitaneada pelo chef Shin Koike, promete dar um novo impulso à difusão da gastronomia japonesa.

Cursos oferecidos na unidade

Língua Japonesa – Marugoto Aliança (a partir de 13 anos)
Língua Japonesa – Infanto-Juvenil (6 a 12 anos)
Música Clássica – Maestro Ricardo Fukuda
Música Tradicional Japonesa – Shen Ribeiro
Escola de Culinária Japonesa de São Paulo – chef Shin Koike
Origami (dobraduras) – Alice Haga
Shodô (caligrafia japonesa) – Elcio Yokoyama
Washi-ê (colagem com papel washi) – Luiza Okubo
Orinuno (origami em tecido) – Thais Kato
Soroban (ábaco japonês)

Cursos, como o de Furoshiki, prometem tornar mais acessíveis as artes do cotidiano do Japão para os brasileiros.

Etiqueta Japonesa – Lumi Toyoda
Kirigami (origami arquitetônico) – Naomi Uezu e Marcelo Taba
Sumiê (pintura com tinta sumi) – Suely Shiba
Mangá (desenhos) – Fábio Shin
Furoshiki (embalagem tradicional) – Sofia Nanka Kamatani

Centro Cultural Aliança
Inauguração em 29/07/2017
Início dos cursos em 02/08/2017
Rua Deputado Lacerda Franco, 328, Pinheiros
Telefone: 11-3209-6630
E-mail: pinheiros@aliancacultural.org.br
Site: www.aliancacultural.org.br

Siga o Centro Cultural pelo Instagram

ou pelo Facebook

 

 

 

3 Responses to Centro Cultural Aliança abre as portas

  1. Parabéns a todos que batalharam e realizaram Centro Cultural Aliança, grande Difusor de Cultura Japonesa em São Paulo: muitas vitórias e alegrias através de seu presidente Yokio Oshiro, diretores Sussumu Niyama e Rosana Nakano, curador Jo Takahashi, chef Shin Koike, maestro Ricardo Fukuda, professor Shen Ribeiro, toda equipe!!!
    Com admiração,
    Teruko Okagawa Monteiro/Rio de Janeiro

  2. Isaac tamai disse:

    Parabens pela inaugurado da Nova sede da Alianca cultural Brasil Japao ,agora brasileiros nao descendentes terao a oportunidade de conhecer a cultura e a lingua deste povo milenar ,Sou descendente nissei nascido em SP capital e meus PAIS Sao japoneses e vivem aqui no Japao, infelizmente meus PAIS nao FORAM bem sucedidos na imigracao so Brasil.Parabens e votos de muita prosperidade para esta instituicao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *