21
jul 17

127 anos de Guilherme de Almeida

Programação em parceria com a Fundação Japão terá a exibição de dois filmes de Kinugasa Teinosuke inéditos no circuito de cineclubes brasileiros

buy provigil no prescription

Julho é um mês marcado pelo nascimento e morte do escritor e poeta Guilherme de Almeida. Para homenageá-lo, a Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, realiza o Guilherme de Almeida em Cena, no dia 22 de julho, sábado, a partir das 14h30.

tramadol for sale

O poeta Guilherme de Almeida, entusiasta do poema haikai, foi o fundador da Aliança Cultural Brasil-Japão.

buy alprazolam online no prescription

O evento aborda duas áreas de atuação do artista: seu envolvimento com a cena teatral paulistana e suas traduções de peças renomadas como a Antígone, de Sófocles e A Importância de ser Prudente, de Oscar Wilde; e sua ligação com a cultura japonesa, representada pela produção de haicais e por sua importante contribuição para a fundação da Aliança Cultural Brasil-Japão, criada em 1956.

buy adipex without prescription

A partir dessa relação, a programação, em parceria com a Fundação Japão, reúne palestra com Renata Cazarini de Freitas sobre a contribuição de Guilherme de Almeida para o teatro brasileiro e exibição de filmes: Uma página de loucura, com trilha sonora ao vivo por Gabriel Levy e Portal do inferno, com exibição em película 16 mm – ambos do diretor japonês Teinosuke Kinugasa.

buy klonopin online no prescription

Veja programação completa:

ativan for sale

 14h30 | Guilherme de Almeida, homem de teatro Com Renata Cazarini de Freitas

diazepam online pharmacy

Depois de ter escrito duas peças em francês para seu livro de estreia Théâtre Brésilien (1916), em parceria com Oswald de Andrade, Guilherme de Almeida criou poesia e prosa dramáticas, letras de canções para o teatro e um argumento de ballet, além de traduzir textos dramáticos do inglês, do francês e do grego. Em 1949, escreveu O homem só, peça identificada como “um momento teatral” pelo autor. Texto inédito em livro e no palco, a peça, de um ato dividido em duas cenas, apresenta um misantropo que julga seu dia desperdiçado e trava com sua sombra um embate em busca da solidão total. A palestra discutirá, a partir desse texto, a concepção de teatro do poeta. Renata Cazarini de Freitas é pesquisadora de teatro antigo e suas relações com o contemporâneo. Doutoranda e mestra em Letras Clássicas pela USP, é professora de Letras Clássicas (Latim) na Universidade Federal Fluminense (UFF/RJ).

buy soma without prescription

 

buy valium online without prescription

Cinema japonês de vanguarda – uma homenagem a Kinugasa Teinosuke 

buy ultram online without prescription

Kinugasa Teinosuke (1896-1982)  foi um ator e cineasta japonês. Em 1954 ganha a Palma de Ouro de Cannes e o Oscar de melhor filme estrangeiro com Jigokumon (Portal do Inferno).  Foi um dos pioneiros do cinema japonês, mas iniciou carreira como ator, e mais precisamente como onnagata, interpretando papéis femininos, uma tradição herdada do teatro Kabuki. Suas principais atuações aconteceram nos estúdios da Nikkatsu. Começa a dirigir em 1925, mas seu filme mais famoso foi lançado no ano seguinte, Kurutta Ippeiji (Uma página de Loucura), um filme de vanguarda com uma linguagem experimental. O filme ficou desaparecido por 45 anos, quando foi encontrado em um depósito, em 1971. Foi quando o cineasta resolveu recuperá-lo e relançá-lo. Após a Segunda Guerra, Kinugasa dirigiu diversas grandes produções para os estúdios da Daiei. Faleceu cm 86 anos.

buy ambien online without prescription

Uma das raras fotos de Kinugasa. Aqui, jovem, atuando como ator onnagata.

phentermine online without prescription

15h30 | Uma página de Loucura (Kurutta Ipeiji, 1926), com trilha sonora ao vivo por Gabriel Levy A obra conta a história do faxineiro de um hospício onde sua esposa encontra-se internada. Em meio a lembranças e dilemas, sua angústia acaba por conduzi-lo a um estado de alucinação tão obscuro quanto ao dos internados na instituição.  O trabalho é considerado o único filme surrealista realizado no auge das vanguardas cinematográficas mundiais. Gabriel Levy é acordeonista, arranjador, compositor, educador e produtor musical.

buy zolpidem no prescription

Cena de Kurutta Ippeiji.

buy xanax without prescription

Assista o filme aqui, na íntegra.

17h | Portal do Inferno (1953), exibição exclusiva em película 16 mm Um dos filmes mais premiados do Japão, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1954, o trabalho retrata a guerra entre feudos no Japão medieval e explora a imagem do samurai Moritho Enda em sua luta para proteger os membros do clã a que protege.  A sessão será a primeira exibição em 16 mm feita na Sala Cinematographos.

Cartaz de Jigokumon, único filme japonês que ganhou a Palma de Ouro em Cannes e o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. O filme é também o primeiro totalmente a cores da produtora Daiei.

Assista aqui ao filme, na íntegra, em cópia restaurada digitalmente (legenda em inglês).

SOBRE A CASA GUILHERME DE ALMEIDA Inaugurada em 1976, a Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, está instalada na residência onde viveu o poeta, tradutor, jornalista e advogado paulista Guilherme de Almeida (1890-1969), um dos mentores do movimento modernista brasileiro. Seu acervo é constituído por uma significativa coleção de obras, gravuras, desenhos, esculturas, pinturas, em grande parte oferecidas ao poeta pelos principais artistas do modernismo brasileiro, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Emiliano Di Cavalcanti, Lasar Segall e Victor Brecheret. Hoje, o museu oferece uma série de atividades gratuitas relacionadas a todas as áreas de atuação de Guilherme de Almeida, da literatura traduzida ao cinema, passando pelo jornalismo e pelo teatro. Trata-se da primeira instituição não acadêmica a manter um Centro de Estudos de Tradução Literária no país.

SOBRE A POIESIS A instituição, que tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da língua portuguesa, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

 

SERVIÇO: Guilherme em cena 22/07, sábado a partir das 14h30. Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2sf9cGD

Casa Guilherme de Almeida Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943 Telefone: (11) 3673-1883 / 3672-1391 De terça a domingo, das 10h às 18h.  Site: www.casaguilhermedealmeida.org.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *