14
maio 17

Sakagura A1 fecha as portas

Rangetsu of Tokyo e Shintori, dois templos da gastronomia japonesa encerraram suas atividades recentemente, em São Paulo, cidade que concentra o maior número de restaurantes japoneses no Brasil. Desta vez é o Sakagura A1, comandado pelo chef Shin Koike, que fecha definitivamente as portas no dia 14 de maio, depois de 5 anos de atividade. O mercado de restaurantes que praticam um serviço de alta qualidade, com tíquete médio alto, de três dígitos, está em crise. É uma realidade, consequência da retração do consumo. O público realmente tem preferido frequentar estabelecimentos que ofereçam comida de boa qualidade mas como preços acessíveis. É o caso dos botecos izakaya, que vivem dias de glória. Ou casas especializadas em um único prato, como é o caso do Jojo Ramen, com filas diárias que chegam a 4 horas de espera.

buy provigil no prescription

Chef Shin Koike, em ensaio realizado antes da abertura oficial do Sakagura A1, em 2012 (foto de Tatewaki Nio)

tramadol for sale

Uma degustação de petiscos – atum com batata cará ralado é o destaque.

buy alprazolam online no prescription

Shin Koike confidencia que “é melhor fechar as cortinas enquanto é possível andar”. É um encerramento sereno. O Sakagura A1 foi importante para o cenário gastronômico paulistano porque preservou a autenticidade da culinária japonesa, especialmente no balcão de sushi, mas ousou uma cozinha autoral cheia de paixão. Foi um laboratório para o chef Shin, que gosta de harmonizar ingredientes brasileiros com temperos japoneses. O balcão de sushi já foi comandado por Katsuhiro Kobayashi, vindo de Sapporo, ao norte do Japão mas encerra com Celso Amano, campeão mundial do World Sushi Cup 2016. Por conta desta premiação, Celso ganhou uma bolsa e viaja para o Japão, onde irá permanecer durante 8 meses para um aperfeiçoamento em sushi.

buy adipex without prescription

Na abertura do Sakagura A1: destaque para as flores de papel produzidas por Adriana Suzuki (foto: Jo Takahashi)

buy klonopin online no prescription

Já Shin Koike continua no Brasil, tocando seu novo restaurante no Rio de Janeiro, que leva o seu nome, e pretende dar consultorias na área gastronômica, até ganhar novo fôlego para abrir outro estabelecimento, no ano que vem.

ativan for sale

Celso Amano: aperfeiçoamento no Japão

diazepam online pharmacy

Encerramento, que vai deixar saudades. Foto: Tatewaki Nio

buy soma without prescription

 

buy valium online without prescriptionbuy ultram online without prescription buy ambien online without prescription phentermine online without prescription buy zolpidem no prescription buy xanax without prescription
 

One Response to Sakagura A1 fecha as portas

  1. Lamentável que o Sakagura A1 tenha fechado suas portas.
    Cada dia a gastronomia japonesa fica empobrecida em São Paulo.
    Koike San, boa sorte no Rio de Janeiro.
    Tenho certeza que a Thelma Shiraishi cuidará bem do Aizomê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *