21
nov 15

Kaiseki, do Hideki

Esta é uma experiência gastronômica que o chef Hideki Fuchikami pretende transformar numa viagem. Uma viagem ao interior da alma. Na sequência dos dez pratos, chamado de Kaiseki, cada item é servido sem correria, com o tempo suficiente para contemplar o diálogo com a estação do ano, o frescor dos ingredientes e repensar as nossas relações com a natureza. Poucos chefs ou itamaes são capazes de realizar esta sequência completa com esmero. Trata-se de uma habilidade cultivada através de longos anos de experiência à frente do balcão de sushi e também na cozinha quente, percorrendo por todas as técnicas da cozinha japonesa, o washoku.

Chef Hideki Fuchikami, em ação, em evento promovido pela Kikkoman. Foto: Tatewaki Nio buy provigil no prescription

Chef Hideki Fuchikami, em ação, em evento promovido pela Kikkoman. Foto: Tatewaki Nio

tramadol for sale

Lançado em 2011, logo após o terremoto e tsunami que atingiu o Japão, para arrecadar fundos de solidariedade para ser enviado às vítimas do acidente, foi chamado de “refeição-reflexão”.  Naquele momento, o Kaiseki do Hideki serviu de inspiração para um mergulho mais profundo na rica culinária japonesa. A adesão foi tão grande, que o Restaurante Hideki resolveu incorporar o Kaiseki em seu cardápio permanente. Oferecido todas as noites mediante reserva, tornou-se um dos itens mais pedidos para os momentos especiais, a R$ 250,00 por pessoa.

buy alprazolam online no prescription

Agora, comemorando os 13 anos de seu restaurante, o chef Hideki Fuchikami resolveu oferecer este Kaiseki especial por um preço mais do que convidativo: R$ 150,00, mas valendo somente no dia do aniversário, que será no dia 25 de Novembro, e somente com reservas pelo telefone 11-3086-0685. O Kaiseki será oferecido no Restaurante Hideki de Pinheiros (Rua dos Pinheiros, 70).

Clique na imagem para ampliar buy adipex without prescription

Clique na imagem para ampliar

buy klonopin online no prescription

 

ativan for sale

E vamos à viagem.

diazepam online pharmacy

O Kaiseki se inicia com uma entrada chamada de Zen-sai. É um couvert que simboliza os ingredientes provenientes da terra, do mar e das montanhas. Numa das sugestões para esta entrada, Hideki propôs a companhia do peixe shishamo, um peixe branco enrolado com ovas de tainha defumada (a “bottarga” japonesa), e um copinho de limão no qual estão o cogumelo nameko, nabo ralado e coroado com ovas de salmão. No primeiro plano, espetinho de soja verde cozida e levemente salgada, sobre uma alga Kombu, desidratada e crocante. Um belo exercício de texturas para iniciar.

Esta é a entrada, chamada aqui de xxxx Fotos de Fabiano Cerchiari buy soma without prescription

Esta é a entrada, chamada aqui de Zen-sai.  Fotos de Fabiano Cerchiari

buy valium online without prescription

E para abrir as sensações do gosto: o agridoce. Uma vinagrete de algas marinhas, finas fatias de pepino e tentáculos de polvo e abalone, temperado com molho de ameixa umê.

buy ultram online without prescription

Hideki
Curtir o Dobin-Mushi é quase um ritual em si. O leve consomé vem numa pequeno bule, cuja tampa é o cálice onde tomaremos a sopa. Chamado de caldo branco, ele é quase transparente e preparado à base de alga Kombu e peixe seco, uma combinação que aguça o paladar, e é chamado de Umami pelos japoneses. No caldo entram cogumelos shimeji, vieira e peixe branco. Experimente pingar umas gotas de limão no caldo, fica mais especial ainda. A sopinha você toma no cálice. Os ingredientes você pode “caçar” de dentro do bule.

Dobin-mushi: um caldo suave e refrescante. buy ambien online without prescription

Dobin-mushi: um caldo suave e refrescante.

phentermine online without prescription

O prato seguinte é um espetáculo. O chef Hideki é conhecido pela sua habilidade de escolher os melhores peixes, e fatiá-las de forma sábia, extraindo os melhores pedaços para servir. Além disso, é o único restaurante que serve o sashimi sobre uma cama de gelo, o que enaltece o frescor dos peixes e deixa-os numa temperatura extremamente agradável para a degustação. Otsukuri é uma seleção dos melhores peixes do dia. São sete cortes variados. No dia tivemos um Chutoro (中トロ、um atum medianamente gordo, o que para os experts é o melhor corte), um robalo (é a estação), um linguado enrolado com negui e um carapau (鯵). Notaram a ausência do salmão? Pois é: aqui dificilmente vai entrar porque no Japão não é considerado um peixe nobre. Repararam no galhinho de cerejeira em flor? É um luxo !!

Otsukuri: seleção dos melhores peixes do dia. buy zolpidem no prescription

Otsukuri: seleção dos melhores peixes do dia.

buy xanax without prescription

O Kaiseki transita pelos vários sabores, mas também por temperaturas. Após o frescor do sashimi, um Nimono para esquentar. Aqui um prato cozido de legumes, com peixe sapo (não se assustem, é uma delícia !), e um vibrante tofu, queijo de soja, com gergelim macerado, tudo num caldo essencial dashi, tirado da alga kombu e de lascas de peixe seco bonito. Acompanha um molho ponzu, feito de shoyu, limão, laranja e no caso, uma criação do Hideki, com pequenas lascas de pimenta dedo de moça e cebolinha.

Nimono:

Nimono:

A próxima etapa é reservada para o grelhado, que é chamado de Yakimono. Aqui uma combinação fantástica espera por você. Uma ostra gigante, no forno, e temperada com shoyu Kikkoman (sim, tem que ser este para dar a profundidade do sabor), e uma cauda de lagostin levemente temperada com sal. Eles são escoltados por aspargos enrolado com a massa do pastel Harumaki. Ficam crocantes e divertidos.

Yakimono: ostra gigante

Yakimono: ostra gigante ao forno.

O Chawan mushi já é uma especialidade do Hideki, que oferece à clientela este prato gratuitamente em qualquer refeição. Na sequencia, este prato entra na categoria de Mushimono, ou seja, uma receita preparada em banho-maria ou no vapor. O chawan mushi que Hideki oferece na sequencia Kaiseki é toda especial. Trata-se de um creme de ovo levíssimo, que recebe como “inquilinos”, um cogumelo shiitake, uma espinafre hôrensô, e pasmen, uma enguia grelhada, que você vai encontrar lá no fundo. A lasquinha de limão siciliano dá um toque especial.

Chawan-mushi, um hit do Hideki.

Chawan-mushi, um hit do Hideki.

Ainda não é o ápice mas é quase. Na fritura Aguemono, você conhece a destreza do chef. Ela deve vir sequinha, crocante, conservando toda a umidade natural dos ingredientes, que são envoltos por uma leve massa de farinha. Trata-se um tempura, que na sequência, Hideki prepara com folha de shisô, legume, um peixe branco e camarão. O caldo, de peixe seco com alga kombu, deve receber ainda o nabo e o gengibre ralados, pela sua ação desengordurante.

Ague-mono: as frituras.

Ague-mono: as frituras.

E a finalização fica por conta do Oshokuji, que é uma seleção de sushis especiais. Trata-se de uma criação do chef. No dia, Hideki nos impressionou com um neguitoro (atum gordo que recebe um talo de cebolinha), um carnudo lagostin coroado com ovas, e um curioso enrolado maki de salsão com ovas de peixe voador curtido no wasabi, que dá a cor verde.

Oshokuji: finalizando com sushis especiais.

Oshokuji: finalizando com sushis especiais.

A sobremesa é uma salada de frutas, gelatina de agar agar (uma alga, a gelatina fica mais firme), sorvete de creme, com doce de feijão azuki.

A sobremesa:

A sobremesa: uma explosão de  delicadas doçuras.

Para finalizar, um chá verde, tirado um pouco mais forte.

Para finalizar, um chá verde, tirado um pouco mais forte.

Uma curiosidade:

O Kaiseki tem algumas origens: a mais antiga vem da tradição dos monges budistas, que em suas peregrinações, recebiam pequenas porções de comida, como oferenda, para se alimentarem durante o trajeto. Depois, em algum momento virou um pretexto para se apreciar melhor a cerimônia do chá onde a refeição não deveria ser o centro das atenções, isto é, serviam-se pequenas porções de comida para não satisfazer totalmente o apetite e assim sentir o melhor aroma e sabor do chá. Talvez por isso, o chá servido hoje no Kaiseki terá que ser obrigatoriamente, mais forte. E por último, os nobres, para impressionar seus convidados, apresentavam diversos pratos em pequenas porções. As origens se fundiram, e o Kaiseki hoje é entendido como o mais completo banquete japonês. Uma refeição que integra conceitos de equilíbrio, beleza, harmonia, com uma aparência elegante e sóbria.

Outra curiosidade:

O Kaiseki convoca três “regras de cinco”. Inicialmente, trata-se de uma degustação para acentuar os cinco sabores: o salgado, o amargo, o azedo, o apimentado e o doce. Em seguida deve ser preparado seguindo cinco métodos: o assado, o cozido, a vapor, o cru, o frito. E por fim, a refeição deve ter cinco tonalidades de cores, que enalteçam a matéria prima de cada estação, para reforçar o seu caráter sazonal com beleza e elegância.

A refeição Kaiseki deve ser apreciada com tempo. O ideal é dispensar pelo menos 2 horas para a sequência completa. Por isso, ela está sendo servida somente no jantar. E trata-se de uma experiência mesmo. Dá para provar todos os dias, mas aproveitem este descontão de aniversário, que só vai valer para o dia 25 de Novembro.

Hideki

SERVIÇO:

KAISEKI DO HIDEKI

DIA: 25 DE NOVEMBRO DE 2015

LOCAL: HIDEKI SUSHI BAR E RESTAURANTE Rua dos Pinheiros, 70.

HORÁRIO: a partir das 19h

VALOR: R$150,00/PESSOA (preço original R$250,00/pessoa)

SOMENTE NO JANTAR,  COM RESERVA ANTECIPADA

TEL.: (11) 3086.0685

 

Tagged with:
 

One Response to Kaiseki, do Hideki

  1. Muitas alegrias ao Chef Hideki Fuchikami e todos os felizardos em 25 de novembro de 2015 na viagem gastronômica do Restaurante Hideki, São Paulo!!!
    Teruko Monteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *