07
out 10

Lica Cecato interpreta Ono-no-Komachi

buy provigil no prescription

Ilustração: gravura retratando Ono-no-Komachi, anônimo.

tramadol for sale

Lica Cecato, cantora brasileira que canta em vários idiomas, inclusive o japonês que ela domina com precisão e maestria, na fala e na escrita, apresentou o espetáculo multimidia SYBABELIA onde interpretou os poemas de Ono-no-Komachi (小野小町 em torno de 825 – 900, as datas de nascimento e morte são incertas), juntamente como o poeta e designer multimidia André Vallias. Lica e André fizeram uma tradução, que considero sublime, de seis pequenos poemas “waka” (和歌).  A apresentação foi no Oi Futuro, no Flamengo, último dia 30 de Setembro.
Cantora, artista plástica, multi-instrumentista, poeta e performer, Lica Cecato, tendo residido na Itália, Alemanha, França e EUA,  transita por várias culturas,  e também por vários estilos musicais,  circulando criativamente entre o pop e o experimental: seu famoso “rap” em japonês sobre poema de Haroldo de Campos é um perfeito emblema dessa artista irriquieta. Este “rap” foi apresentado na Fundação Japão, numa performance antológica.

buy alprazolam online no prescription

Já André Vallias é um poeta digital, curador, designer gráfico, produtor de mídia interativa e tradutor intersemiótico. Como desbravador da Internet brasileira, conduziu nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto, Arnaldo Antunes e Paulo Moura ao universo virtual. Em 2004, criou uma das mais conceituadas revistas online de “poesia expandida”, como costuma definir a interação poética das linguagens: ERRÁTICA (www.erratica.com.br).

buy adipex without prescription

O espetáculo que Lica Cecato e André Vallias conceberam especialmente para o “Multiplicidade 2010” faz jus ao nome do evento: um mosaico caleidoscópico de imagens, sons e palavras, transpondo as fronteiras da língua e do tempo. De composições próprias – como “avesso de mim” (LC) e “ORATORIO” (AV) – a transcriações multimediais de poetas das mais variadas procedências, como a japonesa Ono no Komachi (séc. IX), o judeu-alemão Heinrich Heine (1797-1856), o simbolista franco-uruguaio Jules Laforgue (1860-1887), o cubo-futurista russo Velimir Khlébnikov (1885-1922) e os concretistas Niikuni Seiichi (Japão, 1925-1977), Haroldo de Campos (1929-2003), Erthos Albino de Souza (1932-2000) e Augusto de Campos (1931-), entre outros.

buy klonopin online no prescription

O trabalho de pesquisa e de reinterpretação poética do “waka” ,  de Ono-no-Komachi, contida na antologia Kokin Wakashu (古今和歌集) tem o cuidado de preservar a síntese das palavras em favor de uma melancolia transcendente, potencializando a dor do efêmero, que é uma das características mais marcantes da expressividade japonesa em todas as suas artes.

ativan for sale

Aqui, vai com exclusividade para o Jojoscope, a tradução que Lica e Andre fizeram para este poema. Pela ordem: a versão original, em japonês arcaico, sua leitura romanizada, e por fim, a tradução, ou como diria Haroldo de Campos, a transcriação, de Lica e André.

diazepam online pharmacy

1.

buy soma without prescription

花の色は

buy valium online without prescription

うつにけりな

buy ultram online without prescription

いたづらにわが身

buy ambien online without prescription

世にふる

phentermine online without prescription

ながめせしまに
2.

buy zolpidem no prescription

思いつゝぬればや

buy xanax without prescription

人の見えつらむ

夢と知りせば

さめざらましを

3. (古今797)

色見えでうつろふ

ものは世の中の人の

心の花にぞありける

4.

人に逢わ無

つきのなきには

思ひおきて

胸はしり火に

心やけをり

5. (後撰1360)

花咲きて

実ならぬものは

わたつ海の

かざしにさせる

沖つ白浪

6.

いとせめて

恋しき時は

ぬばたまの

夜の衣を

かへしてぞきる

A flor perdendo a cor.
Efêmera, eu mesma
Esmaeço,
Olhando a chuva
Que rasura sem fim.

Perdida em pensamentos
Adormeço.
Vejo quem não vejo.
Dissesse que era sonho,
Jamais teria acordado.

Vendo a cor descorar.
Dentro do mundo,
Coração-flor dos homens
Descora em côro.

Ele que não encontro
Numa noite sem lua.
O desejo me desperta.
Coração, batendo
Em chamas.

As flores se abrindo.
Entretanto, as ondas
(Guirlanda dos deuses)
Não irão disseminar.

Saudade imensa.
No breu da noite,
Visto meu kimono
Pelo avesso.

Tagged with:
 

2 Responses to Lica Cecato interpreta Ono-no-Komachi

  1. Lica Cecato disse:

    Jo, acho que nosso espetáculo Sybabelia, vai para SP em Novembro! Temos uma data, dia 19 de novembro, sexta-feira, mas vou passar todos os detalhes assim que obtivermos! bjs! obrigada por dar o espaço que faltava para esse campo! Valeu!

  2. Lilian Magalhães disse:

    Meu nome é Lilian Magalhães, sou carioca e fã da cultura japonesa Fiquei deslumbrada com seu Show e traduções de Ono No Komachi. Por acaso, você teria a tradução de uma palavra que encontrei em um de seus poemas e gora não lembro qual era…já fiz para localizar pois preciso descobrir o significado dessa palavra:”Ariseba”. É uma questão religiosa. Você com tanta cultura e talento poderia me ajudar? Agradeço desde já. Um grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *